quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Uma verdade, brincadeiras a toque de sarcasmo

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011
Em um mundo de armadilhas, todos buscam por; amor, felicidade, status. Este mundo trilha para o único caminho, o que é certo firmar ser “auto-destruição”, por natureza o humano é barro, ou quando morto viraria barro. A cogitação para o esquecimento se amplifica a cada segundo que tramita o em direção ao fim. A falta de esperança e por governos aplicar com suas ciências que cristianismo é uma lenda. Que apenas não cremos que somos capazes e para atingirmos esta capacidade, necessário crer em algo que lhe daria forças. Como as armaduras do megamen. Sendo ou não cristianismo uma forma de isso ou mito, mentira ou verdade adulterada. O tempo passou, a verdade se desfez com ele. Poderia implantar uma crença que por meio diria que nasceríamos novamente sempre, assim o homem, naturalmente preservaria e manteria organizado e até se preocuparia com a saúde do mundo. Tantas coisas que não sabemos ou imagens photoshopadas de outros planetas que poderiam até mesmo nem existir, uma forma de conspiração para render outro orgão que come o tão valioso dinheiro, capital ou melhor dito, “moeda de troca”. Porque em toda a verdade o que há é apenas uma troca, troca de objetos. Pudera o papel com alguns números, traços, coisas de segurança que vale menos que seu próprio valor escrito, pudera este mero papel superar o valor de algo gigantesco, o mundo ou algo tão frágil e pequeno e todos sabemos e melhor conhecemos, a vida humana. Foi bem isso que aconteceu, o papel tornou-se valioso. E de alguma forma de controle sobre sua produção e outras coisas que chamam de democracia vieram, formas diplomáticas que seriam a saída para podermos funcionar de formas individuais. Aconteceu, quanto como isso foi feito, não sei. Talvez há alguns homens que são os quais dominam o mundo por cima e apenas passam as ordem para as pessoas de cargos à baixo, voltando a “realidade”, que isso é impossível. Bom, no mais todos sabemos dos detalhes, antigamente se adubava a terra com fezes de animais, já nos dias de hoje uma empresa ai descobriu que o corpo humano aduba melhor, daí veio a matança, o tal de Hitler começou a tramitar sua “ideia”, se aposentar do exercito e viver de sua fábrica de adubo que futuramente concluiria seu plano, dominar o mundo, a claro, toques de sarcasmo. Sabe como é, o mundo vai extinguir toda a raça humana, disso todos sabemos, ou talvez antes nosso planeta saia de órbita e entre em um desses buracos negro, ou até então, o sol chegue muito próximo e acabe fazendo o churrasquinho do final de semana com a senhora lua. Até então não sei o que aconteceu ou se chegaremos a saber, até onde sei, quando acontecer iremos estar extintos. Talvez o presidente do estados unidos vá para esse outro local que em algum lugar ouvi dizer que descobriram, outro planeta terra com aquecedor incluso. Se houver tempo o suficiente talvez até seja inventado alguma forma de tele-transporte, você paga milhões pra ser tele-transportado com uma falsa promessa de o mundo acaba dia 11 de novembro de 2012, com sorte ele adquire todos os papeis com números e tira todos do planeta e enfim domina o mundo que até então iria ser destruído. Já que ninguém quer chegar ao papel de ser dito doido, vamos lá, todos viver nossas vidinhas monótonas e curtir a vida, sabe essas coisas; sexo, chocolate... vá que torço por você, que não pegue nenhuma doença dessas chamadas dst ou que alguem crítico e revoltado com seu modo minusculo de pensar crie um vírus que derrube seu pinto ou feche as portinhas daquela se se auto-denomina a versão feminina do tarzan, se e que me entende; de galho em galho. Espero que você não seja o primeiro a descobrir. KKKK
fui

0 comentários: