terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pensamentos, 30 de Novembro 2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010
Porque me alegra o que hoje é um simples fato de existir, que essa minha simples existência seja somente para a honra e glória dEle.

Não poderia escrever minha vida em algumas linhas retas assim ditas, tortas elas seriam. Vejo que para alguns é um simples fato de existir, visto que a “vida” não tem um valor inestimável nos tempos de hoje. Eu que o diga, “No denying, times is hard, sir!”. Muitas são as “moedas de troca” que podem substituir o simples fato de existir. Quando penso em humanidade, vejo algo que deveria ser sinônimo de arrependimento. Poderia a vida ser também um simples fato de se manter vivo. O que seria necessário para manterem-se com vida, sabendo que para tudo a preço incluindo a morte da vida. Mudando um pouco o foco, não era sobre isso que queria falar.
Poderia dizer “me canso de saber de tudo”. Sabendo eu que me mantenho ridiculamente formado de opiniões. Disposto poderia estar, mudaria toda uma vida. A disposição de esquecer tudo o que foi feito, sinicamente viver um novo começo. Poderia envergonhar-se de tudo. Pensaria, não vivemos do passado. Acreditar que não se muda o passado, ele tem um lugar na vida, atrás. O futuro está as nossas condições modificá-lo. Até poderia! Tornaria possível edificar a continuidade do passado, não acreditando que futuro será a conseqüência de um passado. Passaria toda a vida, perguntando o que talvez fizesse, modificasse. Pensaria que somos simples objetos criados e com manuais, aquelas bíblias. Somente contrariaria tudo o que sinto. Sentir tal presença, me confortando, fazendo com que me arrependa. Tão solene é este arrependimento que passaria envergonhado diante dEle, mesmo que não soubesse. Primeiramente me envergonharia, cuspi no prato que comi, manchei aquele mudo que Ele me ajudou a construir. Tornei-me ausente daquele livro que se diz Vida. Logo me notei mudando, passei a crer que hoje somente me há fôlego, não vida. Como poderia estar vivo, se busco a vida que me foi prometida. Pensei, - venceria eu o mundo? Penso que sim, Ele venceu. Passei a crer, mudanças são feitas todos os dias. Logo vi o mover de DEUS na minha vida, mesmo sem pedir Ele me fez entender, porque todo aquele sentir. Porque ser assim, ser tão sensível. Assim Ele foi! Sente-se... Sinto-me vivo. Apesar de machucar-me, concordo com tudo isso, concordo que não devemos se adaptar a algo. Devemos ser aquilo que Ele nos disse que somos. Poderia ser um game, já sabemos nossas posições, falta exercê-las? Vivificado quero ser. Testifico, mudei a forma de pensar. Testifico que o que vivi, notei que não era dali. Senti que não deveria estar ali. Hoje o que vivo, conheci por intermédio dEle. Notório que sei que sou daqui.
Então Cristo, sei que o Sr, sabe tudo antes mesmo que eu pense. Mas um pouco quero mostrar de Ti, com minhas palavras, isso de forma resumida, aproxima-se...
Poderia hoje viver sem Ti. – Não poderia, não apenas por antes estar podre e para Ti ter vida. – Sim por nEle ter encontrado o que não justifico por palavras, apenas sinto, não poderia descrever. Apenas sinto-me capaz, mesmo sem forças físicas, incapacitado fisicamente, Ele me diz, da forma em que disse antes... – Levanta-te e anda.
Não é apenas para causar-te um pouco de calafrios ou derivados. Mas te digo, testifico! Ele disse, “poderia sua mãe esquecer-se de você no ventre dela, mas Ele nunca, nunca poderia lhe esquecer”.
Então querido, não se sinta envergonhado por nada, tua justificativa vem de DEUS. Ele quem testifica sobre Ti, Ele quem te ajuda, se faz teu DEUS e nunca lhe abandona. Acredite nEle, mesmo que duvide que realmente está acreditando. Não se sinta, não deixe que as filosofias de satanás lhe oprimam.
Tudo que vivi, toda minha vida dou Graças a DEUS, sei que Ele tem planos para minha vida, pois antes me encontrava vazio, hoje quero estar cheio, não do alimento ou dos prazeres dessa vida, seria pedir muito, apenas quero estar cheio do Teu espírito Senhor DEUS.
Amados, Fé, não deixe que te oprima que tua fé é sem obras, penso agora que as obras seria a negação de viver no pecado, negue e renegue o pecado. Use as forças que Ele lhe dá, peça sempre forças, Agradecer também é bom, nada leve sobre si, sempre entregue a Ele o que pertence a Ele. Reconheça que não poderia conseguir antes, Ele foi o capaz de realizar, Lhe dar as condições.
Você não precisa salvar vidas para que sua fé tenha obras, isso Ele lhe dirá quando deva fazer, ou seria possível que dois cegos se guiem diante dois caminhos? Apenas com o poder de DEUS.

Vive la vida! No hay vida sin Dios!

Tudo para Honra e Glória dEle.

0 comentários: