sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

O amor

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

O amor

Ainda que eu falasse as línguas
dos homens dos homens e dos anjos, e não tivesse
amor, seria como o metal que soa ou
como o sino que tine, e ainda que tivesse
o dom de profecia, e conhecesse todos
os mistérios e toda a ciência, e ainda
que tivesse toda a fé, de maneira tal que
transportasse os montes,
e não tivesse amor, nada seria.
e ainda que distribuísse toda a minha
fortuna para sustento dos pobres,
e ainda que entregasse o meu corpo
para ser queimado e não tivesse amor,
nada disse me aproveitaria.
o amor é sofredor, é benigno;
o amor não é invejoso;
o amor não trata com levianidade,
não se ensoberbece.
não se porta com indecência,
não busca aos seus interesses,
não se irrita, não suspeita mal;
não folga com a injustiça,
mas folga com a verdade;
tudo sofre, tudo crê, tudo espera,
tudo suporta
o amor nunca falha;
mas havendo profecias, serão
aniquiladas; havendo línguas,
cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

I Corintios 13:1-8

"p.s: vi na parede daqui de casa, achei lindo e resolvi postar aqui".

0 comentários: