quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Qual o verdadeiro lado do brasil?

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Brasil01

Vejo em muitos locais, crianças que tem tudo, são verdadeiros filhos de papai no linguajar dos jovens de hoje em dia, enquanto eles destroem; estragam o pão de cada dia, com sobras, estruindo! Deixando que estrague os alimentos, não educando seus filhos e os preparando ao que der e vier, enquanto na sua casa vocês escolhem o que comer, enquanto nossos ministros, vereadores, prefeitos e presidente comem do bom e do melhor, se esbanjam com tudo que luxo com nosso dinheiro, onde ficamos na sua consciência? Votamos em vocês para fazerem melhor que os anteriores? Porque não fazem? Nas eleições se dizem homens de promessa e quando ganho nosso futuro e incerto.

Uns com tanto e outros com tão pouco, essa pobre criança se faz imagem do Brasil, ela queria que sobrasse para depois, mas nem mesmo o pouco lhe forra seu estomago cansado.

Enquanto eles são vitimas da fome e doenças o que fazemos?

Apenas observamos seu sofrimento, vê-lós morrendo de fome como se fossemos telespectadores, velos mendigando pelo pão, e você que tem de que comer, apenas quando triste, chora bastante e logo vem o consolo, nem isso eles têm.

Quando que não estão tristes? Eles nem mesmo tem força para chorar, suas lagrimas já não lhes dão consolo.

Porque todos vem a pensar que não podem ajudar o mundo?

que somente ele não vai adiantar de nada? Existem muitas pessoas boas sim no mundo, mas também existem muitos ruins! Uns meses atrás em são Paulo, vândalos incendiando os moradores de rua, que barbaridade, até onde chega à maldade do ser humano.

 

fome2

“Copiei isto de outro lugar, pois achei lindo!”

 

No teatro da fome, o que fazemos?

É olhar da platéia os personagens
morrendo de fome em cima do palco!
Muitos não têm o que comer,

só fazem mendigar pelo pão

que às vezes sem querer cai de cima da mesa

daqueles que têm! Mas, o que resta no chão?
.

É o pão? Não!
É a sujeira? Não!
O que é então?

. É somente o farelo desprezado no chão
pelo abutre anfitrião, que imóvel

já não têm mas força de ao menos correr
para tentar coibir e interceptar
àquele que tenta comer o farelo
já migalhado em desprezo no chão.

Mas, o que lhe ausenta então?

É o pão? Não!

É a sujeira? Não!

O que é então?

.

Está criança triste e jogada no chão

fica a lamentar, pela ausência de uma mão

que lhe resgate e lhe tire desse chão!

Pois, a fome lhe consome, lhe domina e lhe atormenta.

No vazio, no vago e no nada, longe da humanidade

é onde se encontra o pobre anfitrião

e a faminta criança desdenhada no chão.

FONTE: eltonboss.wordpress.com


0 comentários: